Google+ Followers

Seja torcedor!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE O G.R.E.S. SERENO DE CAMPO GRANDE.

Pavilhão oficial para o Carnaval 2013

Essa é a nossa História!

A Sereno de Campo Grande foi fundada em 1997, por um grupo de boêmios estavam reunidos no Bar e Restaurante do Pepe, situado na Avenida Cesário de Melo em Campo Grande. Era madrugada de quarta-feira de cinzas. Eram eles Paulo Geleia, Tuti, Patinete e o poeta Dalberto Gomes. A discussão era sobre o carnaval e a pergunta que se fazia era: por que Campo Grande com uma população de 300 mil habitantes não tinha um carnaval condizente aos outros bairros da Zona Oeste como Santa Cruz e Padre Miguel, já que ambos possuíam suas Escolas de Samba?
 
Falou-se em carnaval de outrora e dos diversos blocos carnavalescos que animavam a foliões de Campo Grande, entre eles: Sinfonia dos Tamancos, Filhos da Pauta, Xavante do Tinguí, Copinho entre outros. Foi dito que o único remanescente era o Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Unidos da Ponte.
 
Foto de nosso antigo pavilhão
 
Foi lembrado por Paulo Geleia, Tuti e Patinete de um bloco carnavalesco, o qual eles foram componentes, que animava o carnaval com uma maneira muito peculiar e pitoresca. Foi marcada uma reunião com Carlinho da Burrinha, Osmar Capilé, Hugo Reis, Nélson Chaves, Nelsinho e outros antigos componentes. O local foi a Sociedade Musical 10 de Maio. Durante s reunião foi servido um almoço (tripa lombeira) com muito samba. Foi fundada então o Grêmio Recreativo Escola de Samba Sereno de Campo Grande.
 
O carnaval de 2007 foi especial para a escola. Pela primeira vez a Sereno de Campo Grande desfilou na Passarela do Samba, Marquês de Sapucaí, com o enredo: "É Carnaval! A Coruja Manda Avisar. Deu Águia… Viva a Portela!" dos Carnavalescos Amarildo de Mello, o mesmo que assinava o carnaval da Portela e Oziene Furttado. E conseguiu se manter no grupo com um belo desfile se colocando na décima posição entre catorze escolas. A comissão de frente representou o nascimento da coruja, símbolo maior da sabedoria. Os enredos e baluartes da Portela foram destaque em alas e alegorias.
 
No carnaval 2008, com o enredo O Gigante chamado Brasil, terminou na 8º colocação. O enredo abordou a miscigenação dos povos, o sincretismo religioso inerentes ao nosso país e as diferenças de hábitos e costumes no território nacional.
 
Para 2009, houve a volta de Amarildo de Mello, que desenvolveu o enredo junto com a comissão. A escola de Campo Grande trouxe o enredo Eu fiz tudo pra você não esquecer de mim. "Ta-hí" - Cem anos de Carmem Miranda. A agremiação ficou na 5º colocação geral com 239 pontos.
 
Em 2010, o Sereno contou a história do espetáculo circense, com a presença maciça de sua comunidade. Na comissão de frente, mágicos em torno de uma grande cartola faziam truques de ilusão e tiravam de dentro, um palhaço e um coelho. Sua exaltação ao Circo lhe valeu o 4ºlugar.
 
Nosso abre alas em 2011
 
Em 2011, a escola contou a história do perfume, passando pelo Egito, pelas antigas civilizações e terminando o desfile na Amazônia, fonte de extração de fragrâncias a aromas para a produção de perfumes nacionais e internacionais. A comissão de frente apresentou soldados egípcios que se apresentaram junto com Cleópatra, Marco Antonio e Julio César. O abre-alas trouxe a coruja, símbolo da escola, cercado de muito brilho e uma representação do Deus Ball e múmias. A segunda alegoria representou a cultura hindu, com grandes elefantes, marajás e uma referência às velas aromáticas. Os alquimistas da bateria fizeram paradinhas. O terceiro carro representou Paris, com dançarinas de cancan, vidros de perfume francês e cabarés. A Amazônia veio no último carro, com a fauna e flora brasileiras. As baianas representaram a lavagem do Bonfim. Ficou em 5º Lugar. para 2013, a escola retorna Amarildo de Mello, como carnavalesco.

Artista Plástico Puchinelle, Presidente Nelson Chaves e Amarilo de Mello

DETALHES DE NOSSA FUNDAÇÃO!

Fundação
12 de fevereiro de 1996 (16 anos)
Escola-madrinha
Portela
Cores
Azul e Branco
Símbolo
Coruja
Bairro
Campo Grande
Presidente
Nelson Rodrigues Chave
Carnavalesco
Amarildo de Mello
Intérprete oficial
Antônio Carlos
Diretor de carnaval
Nelsinho Filho
Diretor de harmonia
Betinho N'Gandala
Diretor de bateria
Mestre Marquinhos
Rainha da bateria
Renata Capriglione
Mestre-sala e porta-bandeira
Léo Chocollat e Cinthia Ribeiro
Coreógrafo
David Lima