Google+ Followers

Seja torcedor!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

AESCRJ DIVULGA AS JUSTIFICATIVAS DOS JURADOS DO DESFILE DE 2010

Confira as notas e justificativas do G.R.E.S. Sereno de Campo Grande

BATERIA
========
Julgador Nelson Pestana
Sereno de Campo Grande:Faltou entrosamento, ou seja, a perfeita combinação dos sons emitidos pelos vários instrumentos e o casamento da parte harmônica e a melodia do samba cantado pela escola.

Julgador Paulo Cesar Mariotine
Sereno de Campo Grande:10
Observações do julgador:
- Apesar de algumas escolas não obterem a nota máxima, o nível das baterias do Grupo B tiveram um grande avanço em 2010.

Julgador Carlos Negreiros
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Os andamentos (velocidades) estão muito acelerados.
- Em paradinhas longas, seria melhor manter algumas caixas e repiques direto, segurando a base.

Julgador André Bonatte
Sereno de Campo Grande: Chocalhos não foram tocados no módulo 4 de julgamento aos 46 minutos de desfile. Sustentação rítmica prejudicada pela grande quantidade de variações de batidas nos surdos de 3ª e caixas.
Observações do julgador:
- Mais uma vez venho salientar a necessidade de cuidado com o tempo do desfile por parte dos diretores de harmonia. As escolas, em sua maioria, chegaram ao módulo 4 de julgamento aos 40 minutos de desfile, fazendo com que o corpo da escola tivesse que correr para não estourar o tempo, prejudicando assim a apresentação da comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira e bateria (que foi o meu quesito).
- Parabéns à equipe de apoio da AESCRJ pelo ótimo atendimento aos julgadores.


SAMBA-ENREDO
==============
Julgador Lília Gutman Langhi
Sereno de Campo Grande:1º refrão sem entrosamento entre os versos, perdendo força na expressão do canto.

Julgador Marco Antônio Cardoso da Costa
Sereno de Campo Grande:A harmonia musical do samba é fraca, não facilitando o canto e a dança dos desfilantes.
Observações do julgador:
- Em primeirto lugar quero parabenizar a AESCRJ e as agremiações pela qualidade do desfile. Gostaria de ressaltar, também, sobre a evolução e o ótimo nível do grupo de jurados. Sobre isso é bom lembrar que o cachê pago, a nós responsáveis também pelo sucesso do grupo de acesso está abaixo do merecido.

Julgador Roberto Vilaronga
Sereno de Campo Grande:10
Observações do julgador:
- Parabéns a Associação e ao CCC pela brilhante condução dos trabalhos!

Julgador Denise Krammer
Sereno de Campo Grande:Muito gritado a ponto de comprometer a melodia. Não confundir animação com grito.
Observações do julgador:
- Sereno: Muito gritado, tom poderia ser outro. Melodia ficou bem confusa por causa dos cantores.


CONJUNTO HARMÔNICO
======================
Julgador Lucy Pinto Ribeiro
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- De uma forma geral todas as escolas souberam trabalhar bem a harmonia de suas escolas, tanto canto, conjunto e evolução.

Julgador Luiz Fernando Vianna
Sereno de Campo Grande: Espaço aberto entre comissão e 1ª ala, falta do canto nas alas 4, 6, 11,14. Espaço muito grande entre ala das crianças e 1º casal MS/PB durante apresentação.
Observações do julgador:
- Quando citado o termo "Espaço Aberto" nas justificativas é porque foi um claro (buraco) fora do necessário para a apresentação dos segmentos citados.

Julgador Geisa da Silva de Jesus
Sereno de Campo Grande: Ocorrência de correria.
Observações do julgador:
- Neste setor os desfilantes podem chegar cansados, sem a mesma empolgação, vibração do início do desfile, nesse sentido, ocorre a falta de vigor para se manter o entrosamento entre o canto, o ritmo e a dança, que é fator que prejudica o desempenho pleno do desfilante e a avaliação do conjunto. Os desfiles foram, de certa forma, equilibrados.

Julgador Thiago Carvalho
Sereno de Campo Grande: Grande claro entre a ala 1 e a alegoria, tomando toda a frente da cabine. Falta de canto nas alas 5,6 e 10.
Observações do julgador:
- Devido à desorganização na montagem da Unidos do Jacarezinho, a ala 5 não representa a 5ª ala da escola.


ENREDO
=======
Julgador Paulo Henrique Ferreira
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Ainda sobre a Flor da Mina do Andaraí: O excesso de trocas e a pouca clareza de fantasias de alas como a não identificada na ala anterior ao 2º carro (2ª alegoria) deixaram o desfile confuso.

Julgador Raphael Homem
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- As escolas deveriam receber formação em estruturação de roteiro. Escolas como Lins Imperial e Jacarezinho colocaram somente o nome da ala, dificultando o entendimento da proposta do enredo. Outras colocaram explicações genéricas, muitas vezes um verbete do significado da palavra, sem fazer qualquer referência ao desfile. Um roteiro mal feito, por mais que o enredo num primeiro momento seja interessante, pode fazer com que a proposta do desfile seja mal interpretada, ocasionando a penalização, sobretudo no quesito ENREDO.

Julgador Julio Cesar Farias
Sereno de Campo Grande: Argumento bastante explorado no carnaval, com grandes possibilidades visuais, mas que em sua realização ficou em alguns momentos com soluções plásticas repetitivas ou muito similares.
Observações do julgador:
- As escolas precisam ficar mais atentas ao posicionamento de suas alas em conformidade com o roteiro de desfile. É melhor não constar no roteiro os destaques de chão se não há explicitação do que significam. É preciso haver um meio termo no desenvolvimento do texto do argumento, nem tão pouco ou nada explicado nem extenso demais.

Julgador Luiz Antônio Paula e Silva
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
Não cabe ao julgador verificar riqueza ou falta dela em relação ao material aplicado. Foi levado em consideração a junção primordial do julgamento de enredo + argumentos + apresentação de alegorias e fantasias conforme proposta a apresentação do mesmo., para o fim didático que o mesmo deve perseguir. As escolas com nota 10 seguiram exatamente o proposto e tinham suas fantasias e alegorias possibilitando a proposta do enredo. Critério de avaliação das penalidades: 0,1 por falta e 0,4 por ala/alegoria sem apresentação.
O jurado espera ter apontado as observações atinentes às faltas de maneira a contribuir para o apuro na apresentação das agremiações, entendendo a dificuldade de apresentação de um carnaval. Assim, esmerou-se na organização do que foi proposto pelas próprias organizações em suas sinopses e roteiros. Sugere-se uniformizar a apresentação de dados do livro Abre-Alas para melhor entendimento.


ALEGORIA E ADEREÇOS
=====================
Julgador Neno Del Castillo
Sereno de Campo Grande: O 1º carro estava com problema no acabamento da escultura central, o dragão.
Observações do julgador:
- Falta de unidade nas fichas técnicas. Penso ser muito importante uma padronização para maior agilidade e compreensão das referências apresentadas pelas escolas.

Julgador Paulo Cesar Alves
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Como julgador de alegorias e adereços, adotei o sistema de penalizar retirando décimo por erro e justificando conforme o Manual do Julgador. Atribui notas com muito critério, porém sem prejudicar, pensando demais porque hoje o carnaval é decido por décimos. As escolas que não obtiveram nota máxima devem tomar mais cuidado com os acabamentos superiores, pois as alegorias são vistas principalmente de cima. Outro problema grave é a falta de destaques e composições, substituídos por componentes de alas que podem descaracterizar a alegoria.
Sempre que puder estarei colaborando para o crescimento deste espetáculo.

Julgador Sérgio Henrique Oliveira
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Sonia Salcedo Dell Castillo
Sereno de Campo Grande: Alegoria III - destaque "Bobo da Corte" não localizado.
Observações do julgador:
- Sereno de Campo Grande: A junção das duas esculturas romanas quebrou a plástica perfeita.


FANTASIA
=========
Julgador Eduardo Simão Pinto
Sereno de Campo Grande: As alas 6 e 10 sem chapéu.

Julgador Madson Luiz Gomes de Oliveira
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Todas as agremiações deveriam ("sempre") descrever o significado das fantasias, lembrando-se de especificar como elas foram concebidas (cores, materiais, beneficiamentos etc.).

Julgador Djalma Luiz Junior
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Thalía Ferreira Silva
Sereno de Campo Grande: 10


COMISSÃO DE FRENTE
====================
Julgador Carlos Manoel de Souza
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Sugiro que o encontro para avaliação sobre as justificativas seja mais cedo, pois acho importante esta avaliação.
- Que seja realizado o curso durante o ano, com uma carga horária um pouquinho maior, independente do candidato (aluno) seja ou não contemplado para julgar no dia e volto a observar que está havendo por parte das escolas um cuidado maior no tocante ao quesito que julguei, pois o nível está muito bom.

Julgador Chales Nelson
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Camila Fersi
Sereno de Campo Grande: Um dos componentes deixou seu objeto cênico cair rapidamente.

Julgador Alexandre Medeiros de Souza
Sereno de Campo Grande: Boa fantasia, mas apresentação da coreografia de forma embolada, sem muita precisão de desenhos.


MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA
================================
Julgador Manoel Francisco
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Gostaria de parabenizar a AESCRJ pela qualidade do que se viu na avenida. Parabéns também às agremiações que se superaram no espetáculo ano após ano. Nota-se o empenho pela melhora, sempre!!!

Julgador Ligia Losada Tourinho
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Lucia Silva Gondim
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Dora de Andrade Silva
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- Gostaria de ressaltar o alto nível técnico observado nos casais de mestre-sala e porta-bandeira das escolas apresentadas esta noite.


BAIANAS
========
Julgador Jorge Luiz Matias Alves
Sereno de Campo Grande: 10
Observações do julgador:
- A AESCRJ marca o ano de 2010 com  volta da valorização de um segmento que estava esquecido. Com isso, as escolas de samba melhoraram bastante as suas alas de baianas, mas tem que melhorar ainda mais, pois volta a ter uma maior importância, afinal, as tias baianas foram o começo de nossa cultura chamada de samba carioca. Parabéns!

Julgador Teresa Cristina de Carvalho Piva
Sereno de Campo Grande: Faltou o movimento característico da dança das baianas. Grande parte dos componentes da ala se limitou a caminhar.

Julgador Sofia Gilda
Sereno de Campo Grande: 10

Julgador Jorge Mendes Carneiro
Sereno de Campo Grande: Perfeita
Observações do julgador:
- Na minha opinião particular poderia diversificar mais a gama de pontos decimais, a fim de obtermos uma escala de melhor avaliação da ala das baianas. Seria mais interessante, pois premiaríamos as alas que mais se destacassem. Obrigado pela oportunidade.